23 setembro 2011

ROSA OU PORCO ESPINHO


Certo homem, que nunca tinha visto uma única rosa em sua vida, entrou numa floricultura e comprou um lindo arranjo para dar para a sua esposa, mas, tanto gostou daquelas maravilhosas flores que, posteriormente, comprou umas mudas de roseira e passou a cultivá-las no quintal da sua casa.
A princípio, cuidou muito bem delas, porém, antes que um único botão surgisse em sua plantação, ele ficou abismado com a quantidade de espinhos:
- Como pode uma flor tão linda vir de uma planta tão espinhosa?

Entristecido, abandonou o cultivo e deixou que as plantas morressem por falta d'água. Ao ler essa cronica me peguei pensando na minha caminhada no evangelho, pensei nos meu relacionamentos( esposo, filhos, vizinhos, irmãos, lideres, pastores, companheiros de profissão etc.) fiquei imaginando um roseiral e as rosas em meio a espinhos. Como pode de um lugar cheio de espinhos brotarem lindas e perfumadas rosas. Não é nada fácil romper os espinhos e desabrochar uma linda rosa, isso requer muito esforço, dedicação, paciencia e muito investimento. Toda pessoa tem em seu interior uma rosa para desabrochar, mas tambéms temos os espinhos para romper e vencer, muitas vezes olhamos nosso semelhante e enxergamos somente os espinhos, (os defeitos) deixamos de lado seu potencial, e concluimos que nada de bom bom pode vir do interior dessa pessoa, então deixamos de “regar” os relacionamentos, ou seja de cultivar, investir, cuidar, zelar, amar e consequentemente, causamos a morte da “rosa” que existe em cada um de nós. Então comecei a lembrar quantas vezes deixaram de olhar para rosa que existe no meu interior e só enxergaram os espinhos, quantos não desistiram de me regar, cuidar, porque os meus espinhos feriram quem se aproximou. Contudo isso é uma faca de dois gumes, me perguntei com muita tristeza quantas rosas impedi de desabrochar, pois só enxerguei os espinhos e desisti, abandonei, deixei morrer por falta da “água?” Um dos maiores dons que uma pessoa pode possuir ou compartilhar é ser capaz de passar pelos espinhos e encontrar a rosa dentro de outras pessoas. Esta é a característica do amor olhar uma pessoa e conhecer suas verdadeiras faltas. O amor nos possibilita enxergar lugares do nosso coração os quais sozinhos jamais poderíamos enxergar. O melhor relacionamento não é aquele que une pessoas perfeitas, mas aquele onde cada um aprende a conviver com os defeitos do outro e consegue admirar suas qualidades...

O amor é equação onde prevalece a multiplicação do perdão. Você o percebe no momento em que o outro fez tudo errado, e mesmo assim você olha nos olhos dele e diz: "Mesmo fazendo tudo errado, eu não sei viver sem você. Eu não posso ser nem a metade do que sou se você não estiver por perto". Se relacionar com alguém, amar alguém é aprender a respeitar as diferenças, aprender a gostar ou respeitar o gosto do outro. As pessoas jamais serão 100% iguais, lembre-se sempre disso nos seus relacionamentos e AME muito; amor, que é amor, dura a vida inteira. Se não durou é porque nunca foi amor. O amor resiste à distância, ao silêncio das separações e até as traições. Sem perdão não há amor. O amor não se porta inconvenientemente, não se irrita, tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. I Coríntos 13.4-7 Diga-me quem você mais perdoou na vida, e eu então saberei dizer quem você mais amou.
REFLITA: VOCÊS Conseguem ver as rosas ou só reparam nos espinhos? Um beijo acompanhado de um sorriso imenso...



POR CIDA AUGUSTA-BLOG ATOSDOIS
Read more!