30 janeiro 2010

i>Em uma tarde quente de verão, um pequeno menino decidiu ir nadar no lago que havia atrás de sua casa. Voou para a água, não percebendo que enquanto nadava para o meio do lago , um jacaré estava deixando a margem e entrando na água. Sua mãe olhava da janela enquando os dois estavam cada vez mais próximos, com medo , a mulher correu para o lago gritando seu filho, ouvindo a voz da mãe o garoto percebeu e começou a nadar em direção a mãe. Mas era tarde, enquanto a mãe se aproximava, o jacaré também o alcançou. A mãe agarrou seu menino pelos braços enquanto o jacaré agarrou os pés. Começou um cabo de guerra entre os dois. O jacaré era muito mais forte do que a mãe, mas a mãe era por demais apaixonada para deixá-lo ir. Um fazendeiro que passava por perto, ouviu os gritos, pegou uma arma e disparou no jacaré, após semanas no hospital, o pequeno menino sobreviveu. Um repórter do jornal que entrevistou o menino após o trauma, perguntou-lhe se podia mostrar suas cicatrizes. O menino levantou os pés. Com orgulho disse ao repórter- mas olhe em meus braços. Eu tenho grandes cicatrizes em meus braços também. Eu as tenho porque minha mãe não deixou eu ir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qual a sua opinião em relação a ser um cristão nos dias em que vivemos?